Corona mata até carro: Ford Fusion se aposenta

Adeus, Fusion: sedan não é mais vendido no Brasil

Infelizmente a pandemia do Coronavírus que está afetando todos nós e que causa tanta dor e sofrimento, abreviou a vida útil do sedan Ford Fusion no Brasil. O carro deveria ficar à venda até o final de 2020, mas a Ford decidiu abreviar a despedida dele no País, discretamente. O sedan grande já deixou até o catálogo de produtos no site da marca (André Marinho – Jornalista)

Versão Titanium era bem completa no Fusion

Com a procura pelo modelo em baixa, que ainda era oferecido como linha 2019, a alta do dólar e problema da pandemia, a saída do mercado estava em contagem regressiva. Oficialmente a montadora fala em suspensão na importação pelos motivos acima citados, mas ele já não chegava às lojas desde o final do ano passado.

Como a produção do Fusion no México encerra no fim de 2020, é praticamente um adeus antecipado. A Ford já havia anunciado que não venderia mais hatches e sedans nos Estados Unidos – o Fusion de lá também sai da fábrica mexicana. A estratégia da marca é focar em SUVs e picapes.

Fusion 2.0 EcoBoost, versão 2017

No Brasil, o sedan estava agonizando. Emplacou 832 unidades em 2019, mais da metade nos primeiros meses do ano. E de janeiro a abril de 2020, emplacou somente 14 unidades.

O carro era vendido em três versões: a SEL 2.0 EcoBoost (R$ 149.990), a Titanium 2.0 EcoBoost AWD (R$ 179.900) e a topo da linha Titanium 2.0 Hybrid 2.0 (R$ 182.990).

Sedan Fusion tinha silhueta bonita

Líder de vendas dos sedans C/D de luxo durante algum tempo, o Fusion 2019 tinha novidades no design e tecnologia. O Fusion SEL 2.0 EcoBoost, com motor turbo de 248 cv, transmissão automática de seis velocidades com trocas no volante e tração dianteira, tinha teto solar elétrico de série. Um dos carros mais seguros do Brasil, ele já vinha com oito airbags (frontais, laterais, de cortina e de joelhos), cintos de segurança traseiros laterais infláveis – tecnologia exclusiva da Ford no mundo –, controle eletrônico de estabilidade e tração AdvanceTrac, assistente de partida em rampa e assistente de chamada de emergência.

Fusion 2017, ainda hoje design moderno

Era equipado também com desligamento e acionamento automático do motor, chave com sensor de presença, partida remota, central multimídia SYNC 3, ar-condicionado automático e digital dual-zone, bancos dianteiros aquecidos, freio de estacionamento elétrico e luz de assinatura em LED

Versões Titanium –O Fusion Titanium 2.0 EcoBoost AWD acrescentava a tração integral, que aumenta a segurança em curvas e pisos escorregadios, além de várias tecnologias semiautônomas de condução, agora agrupadas no pacote chamado CoPiloto 360. Ele inclui: alerta de colisão com assistente autônomo de frenagem e detecção de pedestre, sistema de monitoramento de ponto cego, sistema de permanência em faixa, piloto automático adaptativo com “Stop & Go”, farol alto automático e estacionamento automático de segunda geração para vagas paralelas e perpendiculares.

O modelo topo de linha traz ainda faróis dianteiros e de neblina full LED, aerofólio traseiro e bancos dianteiros refrigerados.

Já o Fusion Titanium Hybrid 2019, com o avançado sistema de propulsão híbrida formado por motor 2.0 e motor elétrico que geram uma potência combinada de 190 cv, oferecia os mesmos equipamentos. Além de ter funcionamento silencioso e suave ele era um dos veículos mais econômicos do mercado, com consumo de 16,8 km/l na cidade e 15,1 km/l na estrada. E a tela no painel orientava o motorista a dirigir de forma mais eficiente, com desenhos animados de folhas que crescem conforme a economia obtida. Adeus, Fusion.

Montado na fábrica de Camaçari, na Bahia, EcoSport iniciou onda dos SUVs no Brasil

O portfólio da Ford no Brasil passa a contar com Ka e Ka Sedan, Ecosport, Edge, Ranger e Mustang. No futuro próximo, a faixa de preço do Fusion será ocupada pelos SUVs Bronco e Escape Hybrid. A Ford ainda tem como sedans o Escort, Focus Sedan e Taurus, porém todos vendidos na China.

Ford Ka é o carro da marca mais vendido no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *