Carro parado na quarentena pode causar problemas

Limpeza também é fundamental para evitar arranhões na lataria

Desde que medidas de isolamento social foram implementadas, muitos daqueles que utilizavam seus veículos para trabalhar, estudar, viajar ou para atividades cotidianas, como ir ao supermercado, optaram por deixá-los na garagem até que a situação se normalize.

Porém, não é porque o carro está estacionado que ele não precisa de atenção. Dependendo do período que estiver sem uso, pode apresentar problemas de funcionamento que inviabilizam a sua circulação e, principalmente, que pesam no bolso . Para evitar esse tipo de surpresa, consultamos o especialista Ricardo Lins, que listou cinco pontos que devem ser levados em consideração para garantir a conservação e funcionamento do automóvel. 

Chave e máscara no carro antes de começar o trabalho

Limpeza

Providenciar uma boa limpeza tanto externa quanto interna para o carro é essencial para preservar o estado do veículo. “Verificar se não há migalhas de alimentos e retirar o pó do painel e dos componentes presentes dentro do carro, encerar a carroceira é uma opção para evitar que a sujeira grude na pintura”, aconselha. “Além disso, devido às atuais circunstâncias, em que sempre estamos higienizando as mãos com frequência, especialistas recomendam que deixar o frasco de álcool em gel no interior do carro pode diminuir a sua eficácia, uma vez que com a exposição ao calor o álcool pode evaporar. Vale lembrar que riscos de combustão são remotos, mas também é importante levá-los em consideração, principalmente se deixar o frasco próximo de alguma fonte de ignição”, pontua.

Não se esqueça dos fluídos

Com o carro desligado por longos períodos, é possível que nas idas rápidas ao supermercado e farmácias ocorra a rodagem com o motor frio. “O impacto causado ao veículo acontece pela contaminação do óleo do motor. Por isso, quando a quarentena terminar, não hesite de trocar o fluído lubrificante mesmo que a data estipulada para não tenha sido atingida”, enfatiza.

Motor deve ter atenção constante

Atenção na gasolina!

Caso o carro esteja com o tanque de combustível cheio, é preciso prestar atenção para que o conteúdo não prejudique o sistema. “A gasolina ou o álcool possuem validade e quando o produto fica por muito tempo no tanque sem ser utilizado pode começar a formar goma, ou seja, uma borra que pode gerar o entupimento do sistema e ressecar as juntas“, enfatiza. “Procure abastecer o automóvel com um líquido de validade maior e sempre fique de olho no tempo de paralisação do carro para realizar a troca”, aconselha.

Verifique componentes usados com mais frequência

O especialista indica ligar o ar condicionado durante 30 minutos a cada 15 dias. “Isso fará com que o sistema de vedação do gás e das mangueiras seja lubrificado, evitando o ressecamento do item. Mostrar ao carro que ele está sendo usado e aquecer os componentes pode gerar um tempo de vida maior enquanto ele estiver parado”, afirma .

Ligue o veículo de vez em quando

Dar algumas voltas no quarteirão é o melhor cuidado que se pode ter com o automóvel. Isso porque, mantém o conjunto mecânico em bom estado e lubrificados. “Se quiser que todo o carro seja beneficiado neste processo, é fundamental aquecer toda a composição. Rodar 5km a cada 15 dias já é o suficiente para deixar o veículo em dia para quando retornar às ruas”, afirma. “Ligar o veículo dentro da garagem também é uma outra opção benéfica ao carro. Para isso, é preciso que a garagem esteja aberta e bem ventilada, evitando outros problemas”, finaliza Ricardo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *