Ford Fund premia universitários por projetos sociais inovadores no pós-pandemia

Iniciativa premiou universitários do Brasil; capa projeto recebe R$ 12 mil

O Ford Motor Company Fund, braço filantrópico da Ford, anunciou os oito projetos vencedores do COVID-19 College Challenge, realizado em parceria com a Enactus Brasil para incentivar universitários de várias regiões do país a desenvolver soluções inovadoras para melhorar a qualidade de vida e a condição econômica da população mais vulnerável no pós-pandemia. Cada projeto vai receber um investimento de até R$12 mil para colocar em prática suas propostas.

O anúncio foi feito durante o Evento Nacional Enactus Brasil, realizado no dia 22 de julho, quando foram apontadas as melhores iniciativas desenvolvidas por universitários do Ceará, Espírito Santo, Pará, Rio de Janeiro e São Paulo. Participaram dessa fase os 12 finalistas previamente selecionados, que se destacaram com base em critérios como tangibilidade da proposta, inovação e indicadores de sucesso.

Conheça os vencedores:

Ayira – UFF (RJ)

O projeto Ayira tem como objetivo fornecer capacitação empreendedora de forma online para mulheres microempresárias de baixa renda, visando a apoiar a recuperação econômica desse grupo, que viu sua renda diminuir durante a pandemia. As mulheres posteriormente terão acesso a microcrédito para investir em seus negócios.

Domus – Campus São Carlos (SP)

O Domus visa a melhores condições de moradia (conforto térmico e segurança) para que pessoas em condições de maior risco econômico e social possam se resguardar durante a pandemia. O projeto prevê a aplicação de um revestimento térmico feito a partir de embalagens cartonadas e produzido por costureiras em vulnerabilidade socioeconômica, promovendo maior conforto e segurança a pessoas de baixa renda moradoras de residências sem reboco em favelas e comunidades.

Faelo – UFES Vitória (ES)

O projeto tem foco em melhorar a qualidade de vida dos grafiteiros e artistas da periferia, criando uma comunidade online para apoiá-los, fornecendo suporte em marketing e vendas online e oferecendo um ambiente digital para venda de produtos e serviços desses artistas. Parte do lucro do negócio será reinvestido na comunidade, promovendo ações de ensino de grafite e arte urbana nas escolas. O objetivo é aquecer a economia local dessas regiões, que sofreram grande impacto com a pandemia.

Lá da Rua – Unifor (CE)

A iniciativa visa a capacitar mulheres microempreendedoras do setor de serviços de alimentação em Fortaleza/CE, que trabalham em barracas de rua, para promover uma gestão eficaz dos seus negócios. A Covid-19 trouxe maior vulnerabilidade e impactou a renda dessas profissionais, com períodos sem funcionamento e redução de circulação de pessoas e alimentação nas ruas.

Maená – UFCA (CE)

A proposta é capacitar profissionais desempregados que atuam com construção civil na região, como pedreiros, e apoiar as construções e reformas de residências por meio de consultoria de engenharia civil e captação de novos clientes. Os objetivos são fortalecer a economia da região, impactada pela pandemia, e possibilitar moradia digna e trabalho para pessoas em condições de vulnerabilidade social. Os serviços custam em média 25% a menos que similares.

Minerva – UFPA (PA)

O projeto fornece capacitação em serviços de reparos residenciais (pintura, hidráulica, etc.) e construção civil (acabamento) para mulheres em condições de vulnerabilidade social e sem renda, inserindo-as no mercado de trabalho por meio de uma plataforma digital que as conecta com potenciais consumidores que estão em busca deste tipo de serviço, provendo assim trabalho digno e segurança. Dessa maneira, promove a inserção das mesmas no mercado, combatendo o desemprego e ajudando a recuperar a economia pós-pandemia.

Quintal Coletivo – UNESP Botucatu (SP)

O Quintal Coletivo tem a proposta de criar um site e/ou aplicativo que ligará o pequeno produtor rural local, impactado com a redução das feiras livres, com o consumidor final. O site e/ou app ainda contará com um sistema de delivery por bicicletas para facilitar a distribuição dos produtos, gerando renda para os produtores.

Setenta % – UFSCAR Sorocaba (SP)

A iniciativa mapeia e conecta pequenos e microempreendedores produtores de álcool em gel com a universidade que, com esse apoio, alcançam uma produção segura e mais eficiente. Assim, são realizadas doações para hospitais e comunidades em vulnerabilidade social, gerando empregos e apoiando a prevenção à Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *